Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Pré-Reforma Protestante’ Category

Ir na Igreja = Ser igreja

Ir na Igreja = Ser igreja

“Não há salvação fora da Igreja!”

Essa é uma frase dita pelos primeiros cristãos, que inclusive em dos primeiros credos insistiam em dizer “Creio na Santa Igreja”, como vemos documentada em pais da Igreja, como Agostinho (430), Justino (165), Irineu (200), e confirmada também por reformadores, como Calvino e Lutero, e em credos e confissões de fé protestantes.

Alguns, de forma equivocada (como em pessoas onde reconhecemos amor e obediência a Deus, e fé irrestrita na Palavra de Deus), ou de forma maldosa mesmo (como vemos certos falsos profetas, barbudos ou não, pela internet) têm dito que quando nós reproduzimos que não há salvação fora da Igreja Cristã que nos referimos a denominações religiosas e templos.

Uma simples pesquisa sobre a história da Igreja Cristã já desmistifica essa alegação. Se os protestantes fossem mesmo a favor de que somente em instituições humanas e templos que somos salvos, não teríamos saído da Igreja Católica. Isso não faz mesmo o menor sentido.

(mais…)

Anúncios

Read Full Post »

image

Apresento um compêndio extraído da internet com seitas antigas que já combateram o cristianismo bíblico, porém, como prometeu Jesus, as portas do Inferno não prevaleceram (e não prevalecerão) contra a Igreja de Jesus. Aproveitem para lembrar que Deus cuida do seu povo: (mais…)

Read Full Post »

VÍDEO DE HUMOR!!! Tem conteúdo sério, mas a intenção é ensinar alguma coisa de maneira bem humorada, divertida.

Neste episódio, começamos com uma propaganda de nosso “concorrente”, dando voz para esse público tão “sofrido”.

Também entrevistamos galera que faz parte do cotidiano do evangelicalismo brasileiro, caracterizado principalmente na internet.

No final, uma curta palavra sobre a Reforma Protestante, a história e como isso nos influencia nos dias de hoje.

 

Read Full Post »

A Reforma da Igreja Cristã começou em 1517, com o frei Martinho Lutero afixando 95 teses na porta da Catedral de Wittenberg, na Alemanha, certo? Errado.

Antes de Lutero, vários movimentos tentaram mudar a Igreja Católica Ocidental e traduzir a Bíblia para que o povo tivesse acesso à Palavra de Deus e pudesse seguir a Deus diretamente, à maneira direta de Cristo, sem interferências de terceiros. Um deles foi John Huss, um padre da região da Boêmia que queria que a Igreja voltasse aos moldes bíblicos de maneira geral e não só de maneira fragmentada, como era na época. Esse padre foi perseguido por esse amor a Deus e ao próximo, para que o próximo adorasse a Deus diretamente, e foi morto por esse amor.

Em um texto de John Piper, compilado por um blog na internet, lemos o seguinte: O teólogo britânico, R. C. Sproul faz uma curiosa observação. Cem anos antes da ordenação de Lutero, o reformador da Boêmia, Jan Hus havia sido condenado à fogueira pelo famigerado Concílio de Constança (1415), sob a sentença de “pecado de heresia”. Hus teria dito ao bispo que ordenou a sua execução: “Você pode cozinhar este ganso, mas há de vir um cisne que não será silenciado”. Não era apenas um vaticínio, era um jogo de palavras. Seu nome, Hus, significa ganso na língua Tcheca.

Ao ser ordenado na capela agostiniana em Efurt, Lutero foi deitado com seus braços esticados na forma de cruz na base do altar da capela. Curiosamente, o lugar exato onde Lutero estava deitado, havia uma inscrição no piso de pedra que indica que abaixo do lugar estava sepultado o bispo que ordenara a execução de Jan Hus. Sproul confessa: “É uma grande tentação revisar a História e atribuir ao bispo uma resposta apropriada às palavras de Hus que um cisne surgiria. Gosto de pensar que o bispo respondeu: “Sobre meu cadáver!” De fato, foi sobre seu cadáver que o cisne foi ordenado”. (Fonte: Só Pra constar)

Deus não se surpreende, nem se sente impotente diante de nada. Que tal celebrarmos esse Deus que fez essa obra por nós?

Read Full Post »

]

Em nossas páginas no Facebook, às vezes nos deparamos com acusações, geralmente de quem admira o ex-cristão protestante Caio Fabio, ou gosta de outras “sub-celebridades” neo-ortodoxas e liberais, como Frank Viola, Brian MacLaren, e outros, com suas teorias de conspiração de que a Bíblia foi inventada por um homem, o imperador Constantino, por questões políticas, ou para “estragar os prazeres” das pessoas do século XXI (pensava longe esse cara, hein.. NOT) com uma compilação de livros, que provavelmente tais adeptos dessas teorias de conspiração envolvendo Constantino não leram inteira, ou têm uma má vontade danada de a interpretar corretamente, arrancando versos de seus contextos e deturpando seus significados, para tentar forçar a idéia de que a Bíblia não presta e seu ídolo de internet tem mais razão que a Bíblia.

Será que a Bíblia é fruto mesmo de uma conspiração que quem tem a mínima de vontade de estudar a história dessa época sabe que não faz o menor sentido? Ou será que a Bíblia é uma compilação de livros que foram inspirados pelo Espírito Santo e sobrenaturalmente acreditados pela Igreja através dos séculos?

Este vídeo acima nos ajuda a compreender melhor essa questão, com uma palestra dada pelo pastor luterano Rudi Zimmer, que trabalha nas comissões de tradução da Bíblia para o português da Sociedade Bíblica do Brasil.

Read Full Post »

Neste vídeo, o pastor luterano Rudi Zimmer fala sobre o que é a Bíblia e a importância dela para nossas vidas e para a história da Igreja.

Read Full Post »

Uma característica marcante do espiritismo brasileiro ou kardecismo é o seu desejo insistente de ser reconhecido como um movimento “cristão”. Mais ainda, essa religião pretende ter a verdadeira interpretação dos ensinamentos de Jesus Cristo. Tanto é que o chamado “codificador” da doutrina espírita, o francês Hippolyte Léon Denizard Rivail (1804-1869), mais conhecido como Allan Kardec, escreveu, entre outras, uma obra intitulada O Evangelho Segundo o Espiritismo. No intento de defender o alegado caráter cristão dos seus postulados, os autores espíritas costumam afirmar que as suas convicções mais básicas foram ensinadas por Cristo e amplamente aceitas pelos primeiros cristãos, apesar das flagrantes incompatibilidades que existem entre os dois sistemas religiosos.

Há vários anos, causaram alguma sensação as declarações do excêntrico reverendo Nehemias Marien em defesa do espiritismo, declarações essas feitas em entrevista a uma revista espírita. Entre outras coisas, o pastor filokardecista afirmou que a reencarnação “fazia parte dos cânones da Igreja” até que foi condenada pelo II Concílio de Constantinopla, no ano 553 (Revista Visão Espírita, janeiro de 2001). Anteriormente, o mesmo líder religioso havia declarado ao jornal Diário Popular (26-02-1999) que “a ciência espírita sempre integrou os cânones da Igreja” até ser indexada pelo referido concílio. Todavia, uma coisa é fazer afirmações ousadas como essas; mais difícil é fundamentá-las através de evidências. (mais…)

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: